Os avanços do laser nos tratamentos dermatológicos

Laser ND-Yag para melasma e remoção de tatuagens

Ultrassom microfocado para tratar a flacidez facial e corporal

Luz pulsada para clareamento de manchas e rejuvenescimento

Luz pulsada para remoção de pelos

Laser fracionado para rejuvenescimento e tratamento de cicatrizes

Radiofrequência fracionada e ultrassom para rejuvenescimento

Radiofrequência Fracionada para rejuvenescimento facial e corporal

Laser para lesões vasculares e hemangiomas

Laser de auxílio à lipoaspiração

Terapia fotodinâmica

Tecnologia para tratar vitiligo, psoríase e eczemas

Mapeamento, diagnóstico e acompanhamento de nevos (pintas)

Avanços no tratamento de queda de cabelos

Informações e Dicas

Com o advento do laser, nos tratamentos dermatológicos, uma nova luz no fim do túnel surgiu para aquelas pessoas que buscavam recursos mais precisos e rápidos para eliminar diferentes lesões de pele.

Antes de falarmos das diversas aplicações do laser, vale mencionar o significado da palavra que define bem a sua ação: Ligth, Amplification, by the Stimulated Emission ofRadiation, ou seja, trata-se de uma luz estimulada por emissão de radiação.

A grande característica do laser, que o diferencia de outros aparelhos para tratamentos de pele, é que ele tem a possibilidade de ser específico. Até então, os outros aparelhos utilizados nos tratamentos dermatológicos (bisturí elétrico ou os aparelhos que queimavam a lesão a frio), queimavam a lesão - manchas, verrugas, etc, de uma forma não específica, pois atingiam a área em volta dela, constituindo-se num grande problema para os dermatologistas. Justamente por isso, esses métodos não eram indicados nos tratamentos em crianças, porque agrediam os tecidos em volta das lesões.

Já o laser trabalha através de um método denominadofototermólise seletiva, onde a luz vai interagir especificamente com uma cor chamada cromóforo. Pode-se citar como exemplo, o caso de hemangiomas(manchas vermelhas que aparecem ao nascimento), onde o laser procura o pigmento vermelho atingindo somente a lesão, não atingindo a pele vizinha. No caso de manchas escuras, provocadas por melanina, a luz agride o pigmento marrom provocando menos reação e menor tempo de recuperação.

Com esse recurso, consegue-se que a luz, quando estiver chegando na pele, seja especificamente e intensamente atraída por aquela cor, possibilitando que a luz agrida somente a estrutura que se deseja e muito pouco a estrutura vizinha.

Esse foi sem dúvida, o grande avanço do laser nos tratamentos dermatológicos: mais especificamente e melhor resolução para aquela lesão que você esta querendo tratar, com menos agressão aos tecidos vizinhos. Além disso, o processo de cicatrização é mais fácil e rápido.

Portando, o laser permite uma grande gama de utilização nos tratamentos dermatológicos destacando-se as manchas vasculares - onde a luz interage com a cor vermelha - ou lesões pigmentadas escuras (de marrom para preta), onde se programa a especificidade para a cor marrom.

Na dermatologia o laser pode ser usado para depilação, tratamento de tatuagens, manchas, vasos superficiais do rosto e pernas. Além disso, elimina verrugas e alguns tipos de sinais, além de tratar o envelhecimento cutâneo.

Saiba mais:

Como funciona?

O laser tem uma fonte de energia (CO2, orgônio, rubi,kriptonita) que emite luz potente e específica. Ele é altamente seletivo atingindo alvos determinados sem queimar a pele. Quando queimamos algumas lesões com ácido ou aparelhos elétricos fazemos uma queimadura ampla que agride a lesão, mas também toda a cútis ao redor.

No caso do laser, programamos seu comprimento de onda e ele atingirá somente o pigmento, o vaso, o pelo ou a verruga sem agredir ou inflamar a pele ao redor.

Manchas e vasos

O laser pode eliminar as tatuagens sem deixar cicatriz. É usado para manchas de envelhecimento e certos sinais pigmentados. Os vasos finos e superficiais da face e pernas também podem ser tratados com o laser. Há necessidade de algumas sessões para o resultado completo.

Depilação a laser

Determinados tipos de laser podem efetuar depilação prolongada através do mecanismo seletivo. A luz do laser atinge a raiz dos pelos que é muito escura e destrói os mesmos sem queimar a pele. É possível em 4-5 sessões eliminar por períodos muito longos os pelos da virilha, axila, rosto, pernas, entre outros.

Nestes casos o pelo deve ser escuro, relativamente grosso e a pele não pode estar bronzeada.

Após a depilação a laser a pele fica ligeiramente avermelhada e sensível, porém a pessoa pode realizar todas as suas atividades. A depilação a laser é superior a outro método pois além de pouco agressiva é mais eficiente e com resultados duradouros.

Envelhecimento

Alguns aparelhos de laser (CO2) realizam peeling (troca de pele) para o tratamento do envelhecimento cutâneo onde a pele será renovada tornando-se suave, lisa, sem manchas, rugas, flacidez. O laser de CO2, ao fazer o "resurfacing" melhora as rugas da região da boca e dos olhos preservando a natureza da pele com resultados duradouros.